Jovem da Comunidade César Maia ganha prêmio internacional

Rafael Rabelo foi um dos premiados do Prêmio Prudential Espírito Comunitário. (Créditos: Débora Vieira / Bandeirantes Já)

Pouca idade não quer dizer nada. Que o diga o jovem Rafael Rabelo, colaborador da Agência de Notícias das Favelas e morador do Conjunto Bandeirantes I, mais conhecido como César Maia. Aos 16 anos, ele é um dos coordenadores do Projeto Bandeirantes Já, que realiza ações educacionais na comunidade da Zona Oeste do Rio e foi o segundo colocado do Prêmio Prudential Espírito Comunitário, que reconhece as iniciativas voluntárias que mudam o mundo. Rafael agora se prepara para embarcar para Washington, nos EUA, onde representará o Brasil na premiação mundial da organização.

Rafael Rabelo concorreu com mais de 728 jovens da rede pública e privada de ensino do Rio de Janeiro. Ele começou sua trajetória na organização ainda como aluno, aos 14 anos. Um ano depois, já dava aulas para as crianças da favela. Participando da organização que o viu crescer, ele entendeu o que é ter espírito voluntário, ajudando os menores e outros adolescentes da comunidade.

Créditos: Débora Vieira / Bandeirantes Já

No início, Rafael não queria participar da competição. “Não achava relevante a minha atuação no projeto. Acreditava que não podia ajudar outros”, explica. Mas, com o apoio da atual presidenta do Bandeirantes Já Débora Vieira e da também coordenadora e finalista do prêmio em 2015 Berenice Carola, ele decidiu participar. O jovem recebeu auxílio de uma professora voluntária e pôde pôr em pauta todo o esforço, inspiração e desenvolvimento pessoal que aprofundou nos treinamentos realizados no Projeto Bandeirantes Já, ficando entre os 30 melhores do Brasil.

 

Em uma reunião de confraternização, os jovens puderam se conhecer melhor e tirar dúvidas sobre seus projetos e planos para o futuro. Rafael pôde pensar nas propostas dos outros projetos e reconheceu que os problemas que temos em nosso país não estão relacionados só à educação, mas também a segurança, desemprego, violência, criminalidade e poluição. “Havia projetos variados. Isso me abriu uma visão diferente”, afirma.

Em 07 de dezembro, a Prudential anunciou os vencedores e, para a felicidade do jovem da César Maia, ele estava entre os três primeiros colocados. Além da ida para os Estados Unidos, o prêmio oferece R$ 10 mil para o primeiro colocado (medalha de ouro), R$ 5 mil para o segundo lugar (medalha de prata) e R$ 3.500 para o terceiro lugar (medalha de bronze). Esses valores serão doados às instituições onde os premiados realizam a ação voluntária.

Agora, Rafael vive a ansiedade da espera pela viagem a Washington, que deve acontecer em maio de 2018. “Depois dessa experiência, eu quero compartilhar com todos e motivá-los”, finaliza.

Fonte: Agência de Notícias das Favelas – jornalistas Yan Guttemberg e Roberto Costa – Fotos: Débora Vieira – Bandeirantes Já

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s