William Waack racista? Nunca!

Ângelo Cavalcante*
WhatsApp Image 2017-12-20 at 22.26.18
Waack publicou na Folha de São Paulo um muito bem articulado artigo onde defende com todas as letras e pontuações que jamais fora racista.
Excelente texto, por sinal.
Waack não é racista; só foi parte comunicativa e ideológica no principal golpe da história brasileira; golpe que, é bom lembrar, cortou, cancelou ou desmantelou todas as políticas de inclusão de negros e minorias.
Não é racista mas seu movimento politico-comunicativo lançou, no miúdo lapso de um ano, oito milhões de pessoas na pobreza ou miséria; imaginem a cor da pele da maioria dessas pessoas? Que reduziu investimentos no ensino médio e superior atingindo frontalmente a vida de jovens negros e que sem educação não tem a menor chance em um país desigual feito o Brasil.
Waack não é racista mas foi parte nos ardis políticos mais duros e perversos contra a necessária política de cotas para negros e negras em cursos de notório reconhecimento como medicina ou nas engenharias das melhores universidades do país.
Não é racista mas foi ponta de lança nos piores e mais degenerados ataques ao presidente Lula, presidente caboclo, diga-se de passagem. Alias, o caboclo é a resultante do entrecruzamento de que raças? Conseguem imaginar?
Não é racista mas diz em câmera aberta que “só podia ser coisa de preto”.
Racista? Waack é um neo-racista e que é, aceite-se isso ou não, ativo em um etno-genocídio de carater estatal e que, enfim, arrasa com os negros do país.
*Ângelo Cavalcante – Economista, professor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), campus Itumbiara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s