Sem tábua de salvação!

Ângelo Cavalcante*
 WhatsApp Image 2017-12-20 at 22.26.18
Havia escrito um ano atrás de que não havia tábua de salvação para Lula. O ‘presidente caboclo’ seria, de qualquer forma e, irremediavelmente condenado! É o tempo e seu espírito sumário e definitivo se movendo resoluto a partir das forças da contradição contra Lula. É desses juízos históricos que se abatem firmemente sobre um indivíduo ou ocasião e que passa a assumir e expressar todas as contradições que envolvem, para o caso brasileiro, o enorme sumidouro social e econômico que é a corrupção brasileira.
Lula, pelo condão tripartite da mídia, do judiciário e da banca nacional/internacional já é a personificação que integraliza o cancro da corrupção ‘nossa de cada dia’; essa entidade anti-humana que escorre plena e contínua como se fora água de chuva, vento no litoral ou a titânica ignorância e que define o comportamento político do povo brasileiro.
Na ocasião havia dito que Lula seria assassinado. Mantenho o dito! Foi um rebu dos diabos! “Você é muito exagerado!”; outro [um coxinha de merda!] disse: “tomara que seja mesmo!”; a outra, toda segura, emendou que “a justiça não chegaria a tanto!”. Não?
Aqui no sossego da minha humilde residência sou procurado por gente de lugares que jamais poderia imaginar: África do Sul, Costa do Marfim, Gana, Argentina e Chile para tentar explicar minha “estranha” tese!
Bom… ‘Adelante!’. Se na 4a. feira, 24 de janeiro, em Porto Alegre, [eu estava lá!]; em um dos mais contagiantes movimentos já realizados pelo PT e por movimentos sociais surgisse no ‘jogo de armar’ do TRF-4, entre brumas cintilantes e raios incandescentes, Jesus Cristo, o filho de Deus, para a defesa do Lula; se Buda despontasse para garantir alguma assessoria privada para o Cristo; se Tupã, o deus indígena das selvas brasileiras lançasse seu cocar de sapiências e delicadezas sobre todo o prédio do Tribunal; se os orixás da vida e da natureza pontificassem irmanados para purificar e elevar cabeças, espíritos e intenções e; se as divindades da crença indiana por lá também aparecessem para uma forcinha… Ainda assim, Lula seria condenado!
Sem choro e nem vela! Sem reza ou qualquer devoção! O advogado de Lula, Cristiano Zanin em cômicos quinze minutos onde mal pôde falar, foi arrasador com o processo, com sua história, com as prioridades eletivas do juízo de Moro e lacrou afirmando que: “a defesa fora impedida de trabalhar; advogados foram grampeados; estrategias de defesa [um direito fundamental de qualquer acusado!] não se realizaram”.
Deu no que tinha de dar! O professor de Direito Constitucional (Isso ainda faz sentido no Brasil?) José Luiz Quadros (UFMG) fez barba, cabelo e bigode ao bradar: “A saída para a condenação de Lula não é mais jurídica. O processo é irregular, sem provas. É a continuidade do golpe de 2016 e que afasta um projeto político; acabando com a saúde e a educação públicas, o sistema previdenciário além de entregar a tecnologia e as riquezas da Petrobras”.
E agora? Agora, meu ‘compa’… Lula será preso! E na agonia de sua cela; na depressão de sua solidão; na melancolia da injustiça que lhe atropelou desde o dia em que foi parido nos infelizes desertos do semiárido nordestino… Irá sofrer um “infarto”, um “derrame” ou terá, quem sabe, uma “morte súbita”; mesmo com uma saúde de ferro, com um pique que arrasta multidões e com uma baita pressão “12 por 8” de fazer inveja para qualquer adolescente. Ao fim, tudo dependerá do carcereiro, da mistura química de suas refeições e, é claro, das cotações e indicadores das bolsas de valores daqui e de alhures.
Lula preso é Lula morto! E não se esqueçam disso… E é bom o PT se apressar porque o cafajeste togado Sérgio Moro não quer Lula preso, antes fosse… Nunca quis! Moro quer Lula MORTO!
Dona Lindú, de onde a senhora estiver… Vem… Salva teu filho!
*Ângelo Cavalcante – Economista, professor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), campus Itumbiara.

Um comentário em “Sem tábua de salvação!”

  1. Difícil encontrar pelos escritos do mundo alguem que falasse a língua dos anjos com tanta objetividade quanto o professor Ângelo Cavalcante a respeito de um psicopata vaidoso e, cruel, (eu lhe atribuiria mais uma das possíveis formas de sentir orgasmo, se assim o definisse: – como um ser cruel.Quiz dizer que o que vemos nesse rábula é um daqueles casos de psicopatia de filho de rico que estupra e arrasta mulheres pelos cabelos e sente orgasmos múltiplos só de saber que elas ,as mulheres, são de uma casta inferior. Que mães devem ter tido esses playboys mimados. Mas, o nosso rábula já passou da idade!O que estaria acontecendo com essa sexualidade dos jovens, heiiinn?A

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s