A planilha

Ângelo Cavalcante*
WhatsApp Image 2017-12-20 at 22.26.18
Quando falamos em investimento social eles logo tratam de carimbar uma “contenção ou contingenciamento de gastos”; citamos povo e, de pronto, eles nos apresentam os dramas da “superpopulação e do consequente inchaço urbano”; ao nos referirmos ao direito da moradia eles nos mostram incorporadoras e seus planos de condomínios verticais.
Quando defendemos políticas públicas eles mesmos, em desesperada urgência, nos pontuam a impossibilidade do ‘déficit nominal’: sem chances! Quando lhes lançamos o Brasil e suas imensas possibilidades eles nos respondem com os rigores da globalização; ao defendermos soberania e governo nacional eles nos ridicularizam apontando nosso lugar nos subterrâneos dessa assimétrica economia internacional.
Defendemos o Estado a partir de princípios sociais, públicos e republicanos; eles, na arrogância que os caracteriza, nos dizem que essa é discussão velha e sem nenhum sentido para os dias atuais; tratamos de educação, saúde e bem-estar social; eles sacam de seus ‘laptops’ planilhas extraordinariamente construídas que cruzam a curva das demandas no ponto “y” das variações e; na convergência “x” do período “z”; evidentemente combinado no solstício de fevereiro e justamente por isso, é preciso considerar que os ciclos da lua produzem rebatimentos nas dinâmicas marítimas o que implica, enfim, em ondas com alturas menores. Dessa feita, e é claro, os cabelos, principalmente os femininos, crescem menos e por isso, precisamente por isso, as demandas sociais, mesmo as mais elementares, passam a não caber nos orçamentos públicos. Entenderam?
A cada direito social, um anti-conceito a constranger e intimidar as justas exigências sociais; é a técnica e sua sofisticação como arma política, como estratégia de convencimento. Não é economia; não é ciência ou se fundamenta na empiria mais elementar. É isto sim, um feroz combate de vernáculos e que temos de saber enfrentar.
*Ângelo Cavacante – Economista, professor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), campus Itumbiara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s